top of page

Regional Nordeste 5 da CNBB lança oficialmente 14ª Romaria da Terra e das Águas



“Territórios livres das cercas, dos trilhos e do agronegócio”. Este é o tema que norteará a 14ª Romaria da Terra e das Águas do Regional Nordeste 5 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, que acontece nos dias 02 e 03 de agosto, em Santa Inês, na diocese de Viana. E a iluminação bíblica foi baseada no profeta Amós, capítulo 9, versículo 15: “Vou plantá-los no seu chão, de modo que nunca mais sejam arrancados de sua terra”.


Dom Gilberto Pastana, explica que o tema da romaria deste ano, apresenta dois projetos de construção da vida e da sociedade: “Projeto que gera vida que gera liberdade, participação, gera a fraternidade. E um projeto que gera concentração, competição e desigualdade e evidentemente a morte, um projeto que é violento, um projeto que é imposto pelo poder econômico da ganância, do poder. Nós temos possibilidade de crescer na nossa experiência naquilo que nos move, naquilo que nos faz dar sentido à vida”, afirmou.


A 14ª Romaria da Terra e das Águas é organizada pela equipe de Articulação das Pastorais Sociais/Repam, sendo representada por Martha Bispo, Adriana Aleixo, José Matias Ramos e Irmã Alessandra.


Live de lançamento

Para marcar o início das atividades em preparação para a 14ª Romaria da Terra e das Águas do Maranhão, a equipe da articulação das Pastorais Sociais/Repam realizou uma live com a participação dos bispos dom Evaldo Carvalho, dom Valdeci Mendes e dom Gilberto Pastana; Além do advogado dr. Guilherme Zagallo; Gilderlan Rodrigues, do CIMI; Raimunda Francisca, coordenadora regional da Pastoral da Juventude.


Dom Evaldo Carvalho, bispo de Viana, diocese que acolhe a 14ª Romaria, lembrou dos seminários diocesanos em preparação para a 14ª Romaria. “Estamos nesse tempo de preparação, de escuta, de escuta comprometida, para recebe-los bem, e no coração da diocese de Viana. Como bispo da diocese de Viana aproveito a oportunidade conclamar todo povo de Viana e de todo regional”, disse.



Seminários preparativos

As Igrejas particulares do Maranhão estão em preparação para a 12ª Romaria da Terra e das Águas com a realização dos seminários diocesanos. Segundo Martha Bispo, secretária executiva do Regional Nordeste 5, os seminários veem acontecendo em todo regional. “O último Seminário foi realizado em Bacabal. E as dioceses de Balsas, Caxias, São Luís, Viana, Coroatá já tem data marcada”, pontuou.


Juntas, as dioceses participarão do Seminário regional que acontece de 7 a 9 de junho, na casa de retiro Oásis, em São Luís.


E, parafraseando Raimunda Francisca, coordenadora regional da Pastoral da Juventude, durante a live de lançamento da 14ª Romaria “a nossa romaria é também um espaço de resistência, mas que ela seja também um espaço de celebrar a existência”.


Cartaz


A identidade visual da 14ª Romaria da Terra e das Águas foi apresentada durante a live. O desenho que foi idealizado por João Batista Bezerra da Cruz, da cidade de Pedro ll, no Piauí, e produzido pela Pastoral da Comunicação da diocese de Bacabal.


Na ilustração, ao centro, destaca-se o mapa do Maranhão com variados tipos de cultura agrícola. Tem um rio com peixes simbolizando a fertilidade e a fartura.


Ao alto, a mão de Deus que joga sobre a terra vários tipos de sementes, conforme o lema da Romaria: “Vou plantá-los no chão, de modo que nunca mais sejam arrancados de sua terra” (Amos 9,15).


Abaixo a mão que brota da terra simbolizando a mãe terra. Também simbolizando o renascimento da natureza, depois de tantos maus-tratos.


A enxada que brota simboliza a fé e a esperança dos agricultores que se renovam. Nas laterais do mapa nota-se alguns perfis de várias raças: negros, índios e quilombolas.


A pombinha branca e o arame partido simbolizam a conquista da terra de forma pacífica e por direito.


A família ao centro simboliza todas as famílias de agricultores que comemoram felizes uma semente que germina e que brota.


Esta ilustração também pode simbolizar um grito de alerta para que preservamos a mãe natureza.

 

62 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page