top of page
  • Secom

Dom Gilberto Pastana abençoa a população da Ilha de São Luís com o Santíssimo Sacramento


Pelo terceiro ano consecutivo desde sua chegada como arcebispo em São Luís do Maranhão, dom Gilberto Pastana, arcebispo desta circunscrição eclesiástica, presidente do Regional Nordeste 5 e presidente da Comissão Episcopal Especial para a Amazônia, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), realiza um sobrevoo sobre a Ilha de São Luís (Ilha de Upaon-Açu), para abençoar com o Santíssimo Sacramento a população e os fiéis da Arquidiocese para o inicia o Ano Novo civil.

 

“Na primeira benção, a principal motivação foi a questão da pandemia. Muitas pessoas pediam que se fizesse uma benção sobre toda a Ilha de São Luís. E o que possibilitou foi este sobrevoo. A partir desse ano (2022), as pessoas começaram a pedir, de modo que estamos agora na terceira benção”, explica sobre suas motivações o arcebispo, dom Gilberto Pastana.

 

Dom Gilberto Pastana considera importante a ação pelo fato de permitir as pessoas perceberem a importância da benção de Deus sobre suas vidas, sobretudo, em um ano que se inicia. O arcebispo também lembrou que as pessoas desejam a benção de Deus para seguirem sendo conduzidas por Ele e para pedirem forças:


“A benção de Deus é a certeza da sua benção, do seu amor na nossa vida. Por isso as pessoas recorrem, para que a força de suas vidas, seja uma força inspirada no Senhor. Toda benção é uma força do Alto, força de Deus para que as pessoas possam superar suas dificuldades e vencer os empecilhos e ter a certeza do amor de Deus em suas vidas. Por isso recorrem, por isso pedem”, continuou explicando dom Gilberto, que ressaltou que é salutar o pedido da benção de Deus.

 

“Como é importante ser abençoado por Deus e também por aqueles que, na nossa vida, exercem uma certa autoridade. Como é bom receber a benção da mãe, do pai, quando em nome de Deus nos abençoa: ‘Deus te abençoe, meu filho! Deus te faça feliz! Deus te proteja’. Então, a benção tem esse poder de nos preparar para poder enfrentar as dificuldades que a vida vai oferecendo”, concluiu, dom Gilberto.

 

Entre os lugares estavam Igrejas, hospitais e as sedes dos três poderes, executivo, legislativo e judiciário. A chuva, porém, fez com que ocorressem alterações no plano de voo, não sendo possível realizar a bênção nos 21 pontos, mas apenas em oito, por motivos de segurança.


Com informações de assessoria de comunicação da Arquidiocese de são Luís.

24 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page