top of page
  • Secom

Chuva de rosas: Relíquias de Santa Teresinha de Lisieux chegam a São Luís (MA), na próxima segunda-feira (08/04)


Foto: Santuário Diocesano Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face (São Paulo/SP))

Prevista para visitar cerca de 70 cidades no Brasil, as relíquias de Santa Teresinha chegam à cidade de São Luís, capital do Maranhão, na segunda-feira, 08 de abril, e permanecem com uma forte programação até o dia 12 de abril. Essa é a quarta vez que a urna com as relíquias de primeiro grau de Santa Teresinha visita o Brasil, que inclusive foi o primeiro país a receber a visita das relíquias da santa.


A primeira visita no Brasil aconteceu em 1997, e neste ano visitou a capital do Maranhão, São Luís, e cidades do interior do estado também. Neste ano, as relíquias passarão apenas pela capital, São Luís, por ser uma das cidades com a presença das carmelitas e leigos seculares carmelitas no Maranhão.


A visita das relíquias da santa francesa ao Brasil ocorre no marco de dois jubileus, a celebração dos 150 anos do nascimento de Santa Teresinha, que foi comemorado em 2023, e pela celebração dos 100 anos da sua canonização, que ocorrerá em 2025, segundo os carmelitas.


As relíquias

Vindas de Belém do Pará, cidade que antecede a visita, as relíquias são um fêmur e ossos do pé direito da santa da pequena via. A escolha dessas relíquias expressa a dimensão missionária e um pedido da própria santa de que seu desejo era o de percorrer a terra, segundo o que informou dra. Izabel Athayde, leiga carmelita e membro da comissão organizadora da visita na arquidiocese de São Luís.


“As relíquias de Santa Teresinha nos fazem refletir sobre sua história de amor e como doutora da Igreja vai nos ensinar uma pequena via tão atual para o mundo de hoje, e que nos vai falar que é possível ser santo nas pequenas coisas, no amor depositado, na fidelidade do cumprimento do seu dever”, afirmou dra. Izabel Athayde.


Um fato curioso e que expressa o amor dos brasileiros a Santa Teresinha, é o fato de que o relicário (urna) que leva o fêmur e os ossos do pé de Santa Teresinha foi uma doação dos fiéis do Brasil ao Carmelo de Lisieux, na França.


A programação da peregrinação em São Luís durará uma semana e vai ser bem dinâmica para que contemple o máximo de fiéis devotos. “Vamos ter momentos de missa, apresentação de coral, súplicas, momentos de silêncio. Vamos ter momentos muitos fortes. É uma oportunidade de nós nos aprofundarmos nessa doutrina dessa santa tão querida e amada por todo o mundo”, pontuou dra. Izabel.


Programação no Maranhão

Santa Teresinha é uma das santas mais veneradas na Igreja e possui muitos devotos entre os brasileiros, e não é diferente no Maranhão. Em terras maranhenses, a urna visitará o Carmelo São José, no bairro Santo Antônio/Pirapora; Igreja de Nossa Senhora do Carmo e Catedral da Sé, no Centro Histórico de São Luís; Paróquia Santa Teresinha, bairro Filipinho; capela Santa Teresinha, na avenida Santos Dumont, entre outros.


A programação oficial inclui missas, momentos de oração e vigílias, além de atividades que reforçam a doutrina da pequena via vivida pela santa doutora. Confira abaixo a programação completa:


  • Dia   08/04: Chegada das relíquias no aeroporto, ida para o Carmelo São José:

15h: Terço da misericórdia

17h30: Vésperas

19h: Santa missa

20h: Vigília


  • Dia   09/04: Visita as paróquias Nossa Senhora do Rosário (João de Deus) e Santa Teresinha (Filipinho):

07h e 10h30: Santa Missa no Carmelo São José;

12h às 16h: Paróquia Nossa Senhora do Rosário;

16h30 às 10h do dia 10/04: Paróquia Santa Teresinha, no Filipinho.


  • Dia 10/04: Igreja de Nossa Senhora do Carmo e Catedral, no Centro:

10h30 às 16h: permanece na Igreja Nossa Senhora do Carmo;

16h30 às 10h, do dia 11/04: Catedral Nossa Senhora da Vitória, Centro.


  • Dia 11/04: Nossa Senhora da Conceição (Anil) e Capela Santa Teresinha (Anil):

11h às 16h: Paróquia Nossa Senhora da Conceição, Anil.

17h às 19h: Capela Santa Teresinha (Irmãs Franciscanas de Jesus Crucificado), na avenida Santos Dumont, Anil.

20h: Vigília no Carmelo São José.


  • Dia 12/04: Despedida:

07h: Missa no Carmelo São José;

08h30: Despedida e translado para o aeroporto. As relíquias seguem para a cidade de Teresinha (PI).


Santa Teresinha do Menino Jesus



Marie-Françoise-Thérèse Martin conhecida como santa Teresa de Lisieux ou Teresinha do Menino Jesus é uma das santas mais populares do Brasil. Ela nasceu no dia 2 de janeiro de 1873, em Alençon, na França e foi a filha mais nova dos santos Luís e Zélia Martin que também eram muito tementes a Deus. Eles tiveram oito filhos antes de Teresa: Quatro morreram ainda pequenos e as outras quatro: Maria, Paulina, Leônia e Celina também foram freiras como a santa.


Aos 15 anos, Teresinha entrou no Mosteiro das Carmelitas, em Lisieux com a autorização do papa Leão XIII. Sua grande experiência com Deus desde pequena, relatado em seus diários, intitulado: “História de uma alma” trouxe ensinamentos sobre a “infância espiritual” ou “pequena via” que se baseavam na confiança amorosa em Deus que é Pai. Teresinha acreditava que seu caminho em direção a Deus era ser como criança, e assim O buscava nesta via de abaixamento que transbordava na vida fraterna e no amar sem medidas.


Santa Teresinha morreu aos 24 anos em 30 de setembro de 1897. Foi beatificada em 1923 e canonizada em 17 de maio de 1925 pelo papa Pio XI que falando sobre a nova santa disse: “esta menina tão sincera, que floresceu no jardim fechado do Carmelo, tendo acrescentado ao seu nome o do Menino Jesus, exprimiu vivamente em si a sua imagem; portanto, é preciso dizer que quem venera Teresa venera e louva o exemplo divino, que ela copiou em si”.


Em 19 de outubro de 1997, no domingo missionário, Teresa de Lisieux foi proclamada doutora da Igreja pelo papa são João Paulo II, devido os seus escritos autobiográficos.

“Entre os ‘Doutores da Igreja’ Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face é a mais jovem, mas o seu caminho espiritual é tão maduro e ousado, as intuições de fé presentes nos seus escritos são tão vastas e profundas, que merecem que ela seja colocada entre os grandes mestres do espírito”, disse o papa são João Paulo II na época.


Em 2023 foi comemorado os 150 anos do nascimento da santa e 100 anos da sua beatificação. E para celebrar esta ocasião, o Papa Francisco, devoto da santa, escreveu no dia 15 de outubro deste ano a Exortação Apostólica C’est la Confiance sobre a confiança no amor misericordioso de Deus.


“Século e meio depois do seu nascimento, Teresa está mais viva do que nunca no meio da Igreja em caminho, no coração do Povo de Deus. Está a peregrinar conosco, fazendo o bem sobre a terra, como tanto desejou. O sinal mais belo da sua vitalidade espiritual são as inúmeras ‘rosas’ que vai espalhando, isto é, as graças que Deus nos concede pela sua intercessão cheia de amor, para nos sustentar no percurso da vida’”, escreveu Papa Francisco na Exortação Apostólica dedicada a Teresinha.

556 visualizações0 comentário

ความคิดเห็น


bottom of page