top of page
  • Secom

“Abracem também essa marca e tudo o que ela significa”, dom Mol



Jornalistas e Assessores de Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e dos 19 Regionais da CNBB, incluindo o Regional Nordeste 5, estiveram reunidos na manhã da última quarta-feira (18) para conhecer a nova identidade visual da Conferência e as atualizações que devem ser feitas a partir desta reunião.


A reunião foi conduzida pela equipe da assessoria de comunicação da CNBB, com a presença do bispo auxiliar de Belo Horizonte (MG) e presidente da Comissão Episcopal para a Comunicação da CNBB, dom Joaquim Giovanni Mol, que apontou que "ao olharmos a marca precisamos enxergar o episcopado ali presente", afirmou.


“Vemos na marca o episcopado inteiro. Quando está indo a marca da CNBB, está indo a comunhão dos bispos”. E faz um pedido aos comunicadores: “Abracem também essa marca e tudo o que ela significa”, disse.

Em seguida, foi explanado o processo de criação da logomarca. Uma pesquisa interna foi feita e descobriram que em 1952, um documento oficial da CNBB, levou pela primeira vez a marca da Conferência. Fruto de uma contribuição de dom Aloísio Lorscheider, que também foi secretário-geral da CNBB e, depois, presidente da CNBB por dois mandatos.


Para se chegar ao reposicionamento da marca, foi feita uma coleta de dados através de questionário aplicado pelo google forms, entre agentes eclesiásticos, fiéis, imprensa e comunicadores dos regionais.


Reposicionamento da marca

Com 36 anos de experiência em designer, a professora Dulce Alvarez foi a responsável pela criação da nova logomarca. Na oportunidade, ela fez a explanação da reconstrução da marca, mostrando os elementos que foram modificados, com base na pesquisa feita previamente pela assessoria de comunicação da CNBB.


Com a nova identidade visual aprovada na 59ª Assembleia dos Bispos, ocorrida em setembro de 2022, a partir desta reunião será feito processo de transição para uso da nova marca também pelos regionais e comissões da CNBB.

42 visualizações0 comentário
bottom of page