top of page
  • Secom

“Mutirão pela vida: por terra, teto e trabalho” é o clamor da 6ª Semana Social Maranhense

Atualizado: 17 de set. de 2022


De 09 a 11 de setembro de 2022, a diocese de Caxias acolheu o Seminário da 6° Semana Social Maranhense com o tema “Mutirão pela vida: por terra, teto e trabalho”, em morro do Alecrim. O evento reuniu representantes das dioceses de Caxias, Coroatá, Viana, Bacabal, Brejo, Balsas, Imperatriz e arquidiocese de São Luís. O Seminário é uma iniciativa da CNBB-MA que esperança o bem viver dos povos.


“O Seminário da 6º Semana Social Maranhense foi de grande importância, eu diria, de motivação na caminhada de nossas dioceses, das nossas pastorais, dos povos tradicionais, dos povos indígenas, quando procuramos refletir sobre a realidade que nós enfrentamos”, afirmou dom Valdeci Mendes, bispo referencial para as Pastorais Sociais no Regional Nordeste 5 da CNBB.

Na manhã da sexta-feira (9), os participantes realizaram um ato, percorrendo as principais ruas de Caxias, denunciando a violência no campo vivida por povos e comunidades tradicionais no Maranhão. Entre os presentes, comunidades quilombolas, indígenas, trabalhadores rurais, movimentos e pastorais sociais da Igreja Católica.


Campanha Contra a Violência no Campo


Ainda na sexta, às 19h, aconteceu o lançamento da Campanha contra a Violência no Campo, em defesa dos povos do campo, das águas e das florestas, no Centro de Formação Diocesano Morro do Alecrim, em Caxias-MA, que contou com a presença da Equipe da articulação regional das Pastorais Sociais, bem como os bispos: dom Sebastião Bandeira, bispo de Coroatá e presidente do Regional Nordeste 5 da CNBB, dom Valdeci Mendes, bispo referencial das Pastorais Sociais do Regional NE5, e dom Sebastião Duarte, bispo de Caxias-MA; e de entidades sociais que aderiram à Campanha.


“Então, fica para todos nós essa mensagem de esperança. De continuarmos lutando para que tenhamos um Brasil, um Maranhão mais justo, mais fraterno, pautado no amor, na justiça, e na solidariedade”, concluiu dom Valdeci.

"O mutirão pela vida: por teto, terra e trabalho" continua a partir dos encaminhamentos já iniciados nas dioceses e dá esperança da conquista deste direito fundamental. Como diz papa Francisco: "Nenhuma família sem casa, nenhum camponês sem terra, nenhum trabalhador sem direitos, nenhuma pessoa sem a dignidade que o trabalho dá”.



Texto e fotos de Raimunda Santos (Pascom Coroatá). Edição: Ariana Frós.

94 visualizações0 comentário
bottom of page