top of page

Igrejas Irmãs: Padre Ramon Henrique avalia seu primeiro ano de missão


Padre Ramon (ao centro de camisa azul) com os membros da comunidade de Nossa Senhora de Fátima. Foto: Arquivo Pessoal.

Na Igreja Matriz de Nossa Senhora de Fátima, em Nova Dimensão (RO), aconteceu a celebração em ação de graças pela passagem do primeiro ano de pastoreio do padre Ramon Henrique. Padre Ramon é presbítero da arquidiocese de São Luís do Maranhão e está em missão na diocese de Guajará Mirim (RO), através do projeto “Igrejas Irmãs”, da arquidiocese de São Luís, desde janeiro de 2023.


Na oportunidade, padre Ramon definiu esse ano com três palavras: Trabalho, louvor e perdão. A seguir, as definições foram pontuadas pelo próprio padre Ramon:


Trabalho: “Acredito que foi um ano de muito trabalho, muitas colaborações e parcerias. Nossa Comunidade Paroquial conheceu muitas possibilidades e recebeu muitas chances de ser uma Comunidade de comunidades, uma rede de pessoas interligadas pela mesma afinidade de fé: Jesus Cristo. Fizemos melhorias na nossa Igreja Matriz concluímos o piso e iluminação do Espaço Cultural Pe. Raimundo, pintamos a Igreja Matriz, arrumamos o telhado, melhoramos a iluminação e alguns cuidados necessários para com o espaço celebrativo litúrgico. Formamos 54 novos ministros da palavra e da comunhão eucarística que são verdadeiros suportes na evangelização, organizarmos a coordenação da comunidade da Igreja matriz, e Reestruturamos Conselho de assuntos econômico paroquial, retornamos com nossas festas e leilão.  Iniciamos Escola de formação bíblica, criação da Pastoral do Batismo. Transparência com a prestação de contas mensalmente para a comunidade”.


Louvor: “É preciso saber agradecer, reconhecer que tudo que buscamos foi graças a Deus e o empenho de pessoas. A gratidão é um dom, que poucas pessoas possuem. Mas as que possuem, sabem que graças ao Senhor tudo foi realizado. Louvamos pela vida da comunidade que com tantas dificuldades souberam dar um pouco de si”.

"A gratidão é um dom, que poucas pessoas possuem. Mas as que possuem, sabem que graças ao Senhor tudo foi realizado", disse padre Ramon.

Perdão: “Saber reconhecer que nem sempre acertamos, nem sempre conseguimos ser melhores. A comunidade que se respeita e se ama, sabe ser espaço de reconciliação e perdão. Abrir mão de projetos pessoais para o bem da Igreja. Abrir mão do orgulho, para enxergar o outro”.


Projeto Igrejas Irmãs

O projeto Igrejas Irmãs responde aos desafios de cooperação missionária da Igreja no Brasil, inspirado no Documento de Aparecida, que no número 379 diz: “somos Igrejas pobres, mas, devemos dar a partir de nossa pobreza e a partir da alegria de nossa fé”. O objetivo é sensibilizar e conscientizar as Igrejas particulares do Brasil para a cooperação missionária, na partilha do dom, da fé, das experiências pastorais, dos recursos humanos e financeiros como gestos concretos de caridade cristã.


Assim como padre Ramon, há outros padres do Regional Nordeste 5 em missão em outros regionais pelo projeto Igrejas Irmãs. Como a diocese de Xingu (PA), que conta com os padres Assis (Diocese de Brejo) e Lúcio (diocese de Balsas). E ainda, padre Admilson de Jesus (arquidiocese de São Luís).


Atualmente, segundo pesquisa realizada pela Comissão Episcopal para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial, das 212 Igrejas locais, 99 participam do projeto e 113 não participam.


Com informações de VaticanNews.

83 visualizações0 comentário

Komentáře


bottom of page