• Secom

CIMI-MA denuncia assassinatos de indígenas Guajajara no TI Arariboia



Dois indígenas da etnia Guajajara tiveram a vida ceifada, na madrugada deste sábado (3), nos municípios de Amarante do Maranhão e Arame.


O guardião do TI Arariboia, Janildo Oliveira Guajajara, foi assassinado, com muitos tiros nas costas, em Amarante do Maranhão, enquanto outro indígena da mesma etnia foi baleado e encontra-se em uma Unidade de Saúde da região. Janildo é o 6° guardião assassinado desde o início das atividades do grupo.


O povo Guajajara teme pela sua vida, pois a insegurança é constante e as ameaças seguem dia após dia. Entre 2006 e 2022, já foram 26 assassinatos na Terra Indígena Arariboia.


Em Arame, Jael Carlos Miranda Guajajara (34 anos) foi morto às 3h da manhã. Informações preliminares destacam que a morte foi por conta de um atropelamento, porém o povo desconfia que seja um assassinato.


O CIMI reforça a necessidade de mais segurança nos Territórios Indígenas e mais ações do poder público que venham coibir o derramamento de sangue nas comunidades indígenas.


Com informações do CIMI-MA.

121 visualizações0 comentário