• Secom

Bispos do MA realizam primeira Privativa de 2022

Atualizado: 17 de fev.

Reflexões, partilhas e solidariedade marcaram o encontro particular dos bispos do Maranhão


Bispos do Regional Nordeste 5 ao lado da secretária executiva, Martha Bispo, durante a Privativa.

Por Ascom CNBB-MA


De 25 a 28 de janeiro aconteceu a primeira reunião do Conselho Episcopal Regional – CONSER, conhecida também como Privativa dos Bispos do Regional Nordeste 5 da CNBB. A privativa foi realizada na casa de retiro Oásis, em São Luís, e teve assuntos relacionados às viroses que atingem a população, as enchentes ocorridas no estado, e que já deixaram diversas famílias desabrigadas ou desalojadas, e a dedicação à juventude com a Romaria que acontece neste ano.


Dom Sebastião Bandeira, bispo da diocese de Coroatá e presidente do Regional Nordeste 5, destaca alguns desses pontos: “Mais uma vez nós bispos estamos aqui reunidos nesses dias para partilharmos as nossas preocupações e ao mesmo tempo planejarmos nossas atividades pastorais para a Igreja no Maranhão neste ano. Trazemos presente a realidade do crescimento do número de pessoas infectadas com a Covid-19 somadas com essa virose que atinge grande parte da população. Também a preocupação com várias cidades de nossas dioceses que foram inundadas pelas enchentes dos rios em consequência dessas mudanças climáticas”.


partilharmos as nossas preocupações e ao mesmo tempo planejarmos nossas atividades pastorais

Em solidariedade às vítimas das enchentes no Maranhão, os bispos do Regional Nordeste 5 gravaram um vídeo em que interpretavam a canção “Balada da Caridade” (reveja aqui), após o momento de reflexão sobre as enchentes.


Para dom Gilberto Pastana, bispo da arquidiocese de São Luís, a privativa é um momento de profunda reflexão que revigora a missão do Regional. “Essas reuniões sempre tem uma pauta muito extensa, além dos problemas específicos da evangelização e os problemas internos da Igreja nós também temos o dever de ler, de interpretar os sinais de Deus nessa história do nosso Regional e do nosso Estado, do modo que todas as nossas dioceses partilhem um pouco o resultado das suas ações evangelizadoras, como também os desafios, as dificuldades que estão encontrando”, afirmou.


Foi nesta perspectiva que dom Valentim de Menezes, bispo de Balsas, levou para a reunião o projeto Laudato Si que visa replantar 8 mil árvores na região Sul do estado do Maranhão. “Balsas e Tasso Fragoso são os dois municípios da diocese de Balsas que mais derrubaram árvores, por isso a necessidade de se fazer o contraponto, e Balsas lançou o projeto Laudato Si reflorestando o Cerrado para replantar árvores nessa região”, disse dom Valentim.


A Romaria da Juventude esteve entre as pautas.

Dom Sebastião citou ainda a discussão sobre o Plano Pastoral de 2022 para o Regional com destaque para a juventude do Estado. “Este ano vamos dar uma importância à juventude, será o ano da Romaria Estadual da Juventude. Os jovens precisam do apoio, do acompanhamento da Igreja para que ajudem a todos nós a fazermos muitas transformações na sociedade. A juventude é sempre esperança”, evidenciou.


Na oportunidade, os bispos também pontuaram a próxima etapa em preparação ao Sínodo dos Bispos que é o processo de escuta. “Escutar dentro da igreja, fora da igreja. E, assim, possamos perceber os apelos que o povo de Deus tem a nos dizer para que a Igreja seja fiel a este povo e fiel à Deus. E, assim, possamos contribuir para o Sínodo que nós já estamos envolvidos e que devemos preparar”, pontuou dom Sebastião.


possamos perceber os apelos que o povo de Deus tem a nos dizer para que a Igreja seja fiel a este povo e fiel à Deus

A privativa deste mês ainda permitiu aos bispos reflexões sobre a Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe ocorrida em novembro, e o Sínodo dos Bispos 2021-2023. Eles receberam a visita de integrantes da Organização dos Seminários e Institutos Filosófico-Teológicos do Brasil (OSIB) e da direção do IESMA.



Diretoria do IESMA também se fez presente na Privativa.


43 visualizações0 comentário