top of page
  • Secom

Ações da Igreja Católica ajudam a amenizar dores causadas pelas chuvas no Maranhão

Atualizado: 13 de abr. de 2023


Brigada do Bem durante atuação na comunidade Eira. Foto: Gustavo Henrique/Santuário São Benedito.

Segundo dados divulgados pelos órgãos competentes do Estado, mais de 50 municípios do Maranhão foram afetados pelas chuvas que se intensificaram no mês de março, e com isso muitas famílias seguem desabrigadas e desalojados. Para anemizar a situação, diversas entidades e a própria Igreja Católica realizam campanhas em solidariedade à essas famílias.


Brigada do Bem – Diocese de Bacabal

A cidade de Pedreiras, Maranhão, vem sofrendo com as cheias do Rio Mearim. Este fato ocorre todos os anos e ao mesmo passo que gera preocupação e perdas de bens materiais, gera uma rede de solidariedade. Nascida no Santuário São Benedito, na sede do município, está à disposição das famílias a “Brigada do Bem”, coordenada por padre José Geraldo, composta por jovens do Santuário.


A Brigada do Bem trabalha em conjunto, de forma voluntária, e leva alimentos e roupas aos desabrigados e desalojados do município.


“Nossa ação da tarde foi voltada para a Comunidade Eira. Uma experiência ímpar! Levamos cestas básicas e roupas. Essa é a experiência cristã de Deus que vai às pessoas, mesmo distantes, movidos pela força do Evangelho e pela ajuda de nossos benfeitores, marcamos aquele Povo com o carinho da generosidade e da Bondade daqueles que nos doaram para fazermos essa bonita ação”, informou padre José Geraldo em suas redes sociais.


Para ajudar a Brigada do Bem a continuar sua missão, basta contatar: 9 998127 6965 e falar com o padre José Geraldo.


Ação Conjunta – Diocese de Viana

Em Buriticupu, além das chuvas, a cidade sofre com um fenômeno geológico há anos chamado de “voçorocas”, que são enormes crateras. Somam-se mais de 26 buracos que tem “engolido” diversas casas ao longo dos anos.


Em entrevista ao programa Igreja em Ação, o geógrafo Ribamar Carvalho explicou como acontece esse fenômeno:



Em meio a esse desastre ambiental, famílias perdendo casas e todos os seus pertencentes, mais uma vez a Igreja Católica contribui para amenizar a situação.


Uma ação conjunta dos agentes comunitários de saúde e dos voluntários: Lúcia, Rogério, Célia, seminarista Aldeanes de Souza, todos da Paróquia Santa Rita de Cássia e São Francisco de Assis, de Buriticupu-MA, ajudou cerca de 25 famílias das comunidades: Boa Esperança 2, Juruparana e Brejo do Gonzaga. A ação consistiu na entrega de cestas básicas, roupas, fogão e botijão de gás.


Fotos: seminarista Aldeanes de Souza.


280 visualizações0 comentário
bottom of page