top of page
  • Secom

Uma fala que venha do coração. Apenas esta.

Ao longo desses quase 60 anos a mensagem do Dia Mundial das Comunicações Sociais - DMCS tem sido um despertar.


Somos chamados a ouvir a voz da Igreja que nos orienta caminhos de evangelização através da percepção dos atuais desafios pastorais que, pela comunicação evangelizadora, a Igreja é chamada a responder.


Chegamos à edição 57 deste Dia Mundial com um caro desafio. O pontífice cria uma linha de pensamento preparatória que, nesta altura, ganha robustez em seu magistério para a Comunicação e nos ensina nesses últimos anos como viver este, o momento para o qual ele quis nos preparar, o de falar.

São Francisco de Sales

"o coração fala ao coração"


Em sua mensagem este ano o papa Francisco traz-nos observações assertivas, que na verdade são cuidados obrigatórios; e não apenas, nos deixou também conselhos valiosos. Dois deles são de dois santos, São Francisco de Sales - padroeiro dos jornalistas, e não por menos, a mensagem anual é divulgada em seu dia, e São John Henry Newman, que com aquele muito aprendeu. De certo, que se encontram nos ensinamentos. Respectivamente dizem, e nos lembra o papa: "o coração fala ao coração" e "basta amar bem para dizer bem".


À luz desses santos, possamos fazer uma reflexão profunda sobre o que nos pede este

São John Henry Newman

Dia Mundial das Comunicações Sociais: refletir sobre nosso lugar de fala, objeto de fala e dignidade de fala nos contextos pastoral, eclesial e social ao fazer a comunicação evangelizadora que nos pede a Igreja.


"basta amar bem para dizer bem".

Nesta altura da conversa, peço permissão e saliento ainda dois outros pontos que devem ser considerados na postura pastoral: falamos o que temos e trazemos do nosso coração, e isso não resolve o todo da comunicação, pois não somos apenas escutados pelos outros, também somos lidos por eles. Sem falar, podemos já ter dito muito só com nossa presença. Aqui, sim, fecho este pensamento com um ensinamento franciscano, que costura este parágrafo, e que tenho a presunção de parafrasear: fale do Evangelho, se precisar, use palavras, palavras verdadeiras.



Texto de Paulo Victor, coordenador da Pastoral da Comunicação, no Regional NE 5.

77 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page