Papa Francisco se recupera bem, após cirurgia programada

Atualizado: Jul 6



Com informações do Vaticano News


Papa Francisco foi internado na Policlínica Gemelli para intervenção cirúrgica programada, no domingo, 04. O Pontífice, que recitou o Angelus como de costume com os fiéis reunidos na Praça São Pedro, deixou a Casa Santa Marta à tarde.


Foi o que confirmou o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni, com uma declaração aos jornalistas credenciados difundida no telegram: "Esta tarde Sua Santidade, o Papa Francisco, foi à Policlínica A. Gemelli, em Roma, onde será submetido a uma cirurgia programada para uma estenose diverticular sintomática do cólon".


A operação programada concluiu-se à noite, de acordo com o comunicado do diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni.


“O Santo Padre - explicou Bruni – reagiu bem à operação conduzida com anestesia geral pelo Prof. Sergio Alfieri, com a assistência do Prof. Luigi Sofo, do Dr. Antonio Tortorelli e da Dra. Roberta Menghi.”


“A anestesia foi feita pelo Prof. Massimo Antonelli, pela Professora Liliana Sollazzi e pelos doutores Roberto De Cicco e Maurizio Soave. Também estavam presentes na sala cirúrgica o Prof. Giovanni Battista Doglietto e o Prof. Roberto Bernabei”.


A convalescência do Papa segue regularmente, segundo o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni. “Sua Santidade Papa Francisco – lê-se no comunicado – repousou bem durante a noite. Ao acordar, tomou café da manhã, leu alguns jornais e se levantou para caminhar.”

“O período pós-operatório é regular. Os exames de controle de rotina são bons” – acrescentou Bruni com base nas indicações dos médicos que cuidam do Pontífice.”


Entenda o caso:


A estenose diverticular sintomática do cólon é a formação de várias "bolsinhas" (divertículos) no intestino grosso que podem causar inflamações, a este processo se dá o nome de diverticulite. Há casos de estenose em que, devido à inflamação, há um estreitamento na passagem e pode ocasionar em uma obstrução. Os sintomas da doença são dores abdominais, distensão abdominal, e ou dificuldade na evacuação.

7 visualizações0 comentário