• Secom

Francisco e os 25 anos da "Ut unum sint": gratidão e empenho

Atualizado: Mai 27


Foto: Vatican News

Com uma carta ao presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, cardeal Kurt Koch, o Papa Francisco recorda os 25 anos da publicação da Carta Encíclica "Ut unum sint" de São João Paulo II.


Bianca Fraccalvieri – Cidade do Vaticano

Agradecimento e empenho: estes são os sentimentos expressos pelo Papa Francisco ao recordar os 25 anos da publicação da Carta Encíclica Ut unum sint de São João Paulo II. Com uma carta ao presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, cardeal Kurt Koch, o Pontífice lembra o contexto da época: com o olhar voltato para o horizonte do Jubileu do Ano 2000, o Papa polonês queria que a Igreja mantivesse bem presente a oração de seu Mestre e Senhor: “Que todos sejam um”.

“Por isso, escreveu esta Encíclica, que confirmou de modo irreversível o empenho ecumênico da Igreja Católica”, ressalta Francisco. Publicando o texto na Solenidade da Ascensão do Senhor, João Paulo II o colocou sob o signo do Espírito Santo, artífice da unidade na diversidade, princípio da unidade da Igreja.

Que não nos falte fé e reconhecimento

A própria Encíclica reitera que “a legítima diversidade não se opõe de forma alguma à unidade da Igreja, antes aumenta o seu decoro e contribui significativamente para o cumprimento da sua missão”   (n. 50).

“Neste aniversário, dou graças ao Senhor pelo caminho que nos permitiu percorrer como cristãos na busca da plena comunhão”, escreve o Papa, afirmando compreender a “impaciência” de quem pensa que poderia e deveria ser feito mais. “Todavia, não devem nos faltar fé e reconhecimento: muitos passos foram feitos nestas décadas para curar feridas seculares e milenárias.”

Para Francisco, os progressos são visíveis no maior conhecimento e estima recíprocos, no avanço no diálogo teológico e caritativo, e em várias formas de colaboração no diálogo da vida, no plano pastoral e cultural.

O Papa dirigiu seu pensamento também aos Irmãos que estão à frente das diversas Igrejas e comunidade cristãs e a todos os cristãos de todas as tradições, “que são os nossos companheiros de viagem”.

Duas iniciativas

Ao agradecer quem trabalha e trabalhou no Dicastério dedicado ao ecumenismo, o Pontífice anunciou duas iniciativas: a primeira é um Vademecum ecumenico para os Bispos, que será publicado no segundo semestre “como encorajamento e guia ao exercício de suas responsabilidades ecumênicas". A segunda iniciativa é o lançamento da revista Acta Œcumenica, que servirá de subsídio para quem trabalha a serviço da unidade.

Fazendo memória do caminho percorrido, Francisco recorda que a importância de perscrutar o horizonte, perguntando-se «Quanta est nobis via?» (n. 77), “quanta estrada nos resta por fazer?”.

Uma coisa é certa, conclui o Papa: a unidade não é principalmente o resultado da nossa ação, mas é dom do Espírito Santo. E não acontecerá como um milagre, mas caminhando juntos.

“Invoquemos confiantes, portanto, o Espírito, para que guie os nossos passos e cada um sinta, com renovado vigor, o apelo a trabalhar pela causa ecumênica; Ele inspire novos gestos proféticos e reforce a caridade fraterna entre todos os discípulos de Crist, «para que o mundo creia» (Jo17,21) e se multiplique o louvor ao Pai que está nos Céus.”


3 visualizações
PRESIDENTE

Dom Sebastião Bandeira

Bispo de Coroatá

Endereço

Rua do Rancho, 57

65.010-010 – São Luís - MA

Tel: (98) 3222-8341

Fax: (98) 3231-7056

SECRETÁRIA EXECUTIVA

Martha Isabel Furtado Bispo

98 9 9116 5638

CONECTE-SE

VICTOR SILVA