top of page
  • Secom

Foranias da Arquidiocese de São Luís do Maranhão realizam Romaria dos Trabalhadores neste 1º de maio


Foto: Leydy Sampaio (Pascom)

Neste 1º de maio aconteceu na Arquidiocese de São Luís do Maranhão duas grandes romarias em alusão ao Dia de São José Operário e Dia dos Trabalhadores. As Romarias, tradicionalmente, ocorrem em dois pontos específicos da capital do Estado do Maranhão, São Luís: Forania São Cristóvão e Forania Santos Anjos.


Forania São Cristóvão

Foto: Leydy Sampaio (Pascom)

Nem o calor enfrentado neste 1º de maio esmoreceu a caminhada dos Romeiros da Forania São Cristóvão na 18ª edição da Romaria dos Trabalhadores, realizada na tarde do dia 1º de maio.


Inspirado na Campanha da Fraternidade 2023 e promovendo a reflexão de que o trabalhador tem fome do pão, mas também tem fome de condições de vida e trabalho dignos e de justiça ambiental, o tema escolhido para a XVIII Romaria foi: "Temos Fome! Trabalhadores em marcha por dignidade".

Os fiéis percorrem o trajeto com faixas e cartazes. Foto: Leydy Sampaio (Pascom)

Com muita fé e devoção, a peregrinação de cerca de 12km é mais que um trajeto, a Romaria é um momento de perceber a força da espiritualidade dos fiéis, de gratidão por graças alcançadas ou mesmo renovar promessas. Também, destaca-se a participação da juventude que protagonizou na animação, elevando a voz e dança nos louvores durante todo o percurso.


Houve dois momentos de paradas para reflexão, onde representantes de paróquias que compõem a Forania chamaram atenção para os desafios enfrentados na área ambiental, do desemprego e condições de trabalho.


Trabalhadores recebem benção durante Missa de encerramento na Igreja Matriz de São José. Foto: Leydy Sampaio (Pascom)

O encerramento da Romaria foi marcado pela Santa Missa, na matriz da Paróquia São José dos Migrantes, presidida pelo vigário forâneo, padre Leonardo Silva; e concelebrada pelo padre Nairton, Paróquia São José dos Migrantes; padre Carlos Augusto, Paróquia São José dos Migrantes; padre Sérgio Henrique, Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem; padre Edmundo, Paróquia São Cristóvão; e Padre Paulo Palaoro, Paróquia Nossa Senhora Mãe da Divina Providência.

Missa de encerramento na Igreja Matriz de São José. Foto: Leydy Sampaio (Pascom)

Forania Santos Anjos

Em outro ponto da ilha, na Forania Santos Anjos, na região do bairro Anjo da Guarda, acontecia a 30ª edição da Romaria do Trabalhador, com o tema "Trabalhador, qual a tua fome?" e o lema "Fé e ação na partilha do pão". A concentração se deu na frente da Unidade Mista do bairro Vila Isabel, e seguiu em caminhada até a Praça da Família, no bairro Bonfim/Vila Nova. Ao longo do percurso, os participantes coletavam alimentos que serão revertidos em cestas básicas para serem distribuídos às famílias da região.


Foto: Infância e Adolescência Missionária da Arquidiocese de São Luís.
Momento da concentração. Foto: Ascom Arquidiocese de São Luís.

São José

A Romaria acontece tradicionalmente no dia 1º de maio, que liturgicamente é dia de São José Operário, padroeiro dos trabalhadores, desde 1955, data cristanizada pelo Papa Pio XII; e no calendário civil é o Dia do Trabalhador. Juntos os fiéis pedem a benção de São José para conseguir um emprego ou agradecer pelo emprego já conquistado, e aproveitam também para denunciar toda forma de escravidão e negligência com os trabalhadores.


Oração a São José (São Pio X)

Glorioso São José, modelo de todos os que se dedicam ao trabalho, obtende-me a graça de trabalhar com espírito de penitência para expiação de meus numerosos pecados;


De trabalhar com consciência, pondo o culto do dever acima de minhas inclinações;


De trabalhar com recolhimento e alegria, olhando como uma honra empregar e desenvolver pelo trabalho os dons recebidos de Deus;


De trabalhar com ordem, paz, moderação e paciência, sem nunca recuar perante o cansaço e as dificuldades;


De trabalhar, sobretudo com pureza de intenção e com desapego de mim mesmo, tendo sempre diante dos olhos a morte e a conta que deverei dar do tempo perdido, dos talentos inutilizados, do bem omitido e da vã complacência nos sucessos, tão funesta à obra de Deus!


Tudo por Jesus, tudo por Maria, tudo à vossa imitação, oh! Patriarca São José!


Tal será a minha divisa na vida e na morte. Amém.


São José Operário, rogai por nós!



Texto com a colaboração de Leydy Sampaio da Pascom da Arquidiocese de São Luís - MA.

73 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page