top of page
  • Secom

Dom Sebastião Bandeira recebe homenagem na Câmara Municipal de Coroatá

"Acredito que essa medalha não é só para minha pessoa, mas é para toda Igreja Católica", afirmou dom Sebastião Bandeira, durante discurso na tribuna da Câmara.


Dom Sebastião Bandeira, bispo de Coroatá e presidente do Regional Nordeste 5, foi um dos homenageados pela Câmara Municipal de Coroatá, durante sessão solene realizada na última terça-feira, dia 06. Dom Sebastião Bandeira, em seu discurso na tribuna da Câmara, falou da importância da homenagem que dedica a toda a Igreja Católica.


“Para mim é motivo de orgulho receber essa medalha que foi estabelecida aqui na Câmara Municipal para homenagear pessoas importantes que dedicaram serviços importantes na nossa cidade. Acredito que essa medalha não é só para minha pessoa, mas é para toda Igreja Católica. Nesta medalha estão aqui os sacerdotes, os diáconos, as religiosas, os leigos, todo povo que contribui para que a nossa sociedade coroataense tenha mais saúde, educação, participação e acima de tudo assistência religiosa”, declarou dom Sebastião Bandeira.

A solenidade foi aberta pela presidente da Câmara, Maria de Lourdes, que destacou a importância da sessão para todos e se sentia honrada em receber os homenageados, ressaltando que as indicações foram aprovadas por unanimidade pelos vereadores.


“Vocês, cidadãos ilustres, ao longo do tempo prestaram grandes serviços à nossa cidade, ajudando no desenvolvimento de nosso município. A história dessas pessoas fala por si só e justifica a concessão da honraria que os vereadores desta Casa Legislativa lhes outorga. Estas honras alcançam outras esferas: o trabalho, a família e as instituições que representam ou que representaram. Este momento é especial e ficará para sempre guardado na lembrança de todos que aqui se encontram”, afirmou a presente da Câmara, Maria de Lourdes.


Dom Sebastião Bandeira pontuou ainda em seu discurso sobre a importância do exercício da boa política. “Contudo, poderá o mundo funcionar sem a política? Poderá encontrar um caminho eficaz para a fraternidade universal e a paz social sem uma boa política. Para nós cristãos, a boa política é indispensável para a democracia, para a paz na sociedade, por isso a importância da Câmara de Vereadores funcionar bem”, proferiu.


E finalizou dizendo: “A vocês vereadores, o nosso muito obrigado pela confiança. Fazemos votos de quem tenham sempre a capacidade de escutar os verdadeiros anseios do povo, tenham coragem de reivindicá-los e transformá-los em lei.”


Dom Sebastião Bandeira foi o primeiro homenageado e discursou na tribuna. Foto: print Câmara Municipal de Coroatá

As homenagens foram divididas em duas medalhas de honra ao mérito Dom Reinaldo Pünder e 18 Títulos de Cidadão Coroataense. Entre diversas personalidades que atuam na cidade de Coroatá, dom Sebastião Bandeira recebeu a medalha da ordem de mérito Dom Reinaldo Pünder. E, padre Alonso Gomes Feitosa, da Paróquia Nossa Senhora das Dores, de Itapecuru Mirm; Padre José Flávio, pároco da Paróquia Nossa Senhora da Piedade, receberam o Título de Cidadão Coroataense.


Estas honrarias são destinadas aos cidadãos que diante a grandiosidade do trabalho, dos relevantes serviços prestados à coletividade e da dedicação contribuem para o crescimento da cidade de Coroatá.


Dom Sebastião, padre Alonso e confrades foram homenageados na Sessão Solene de Outorga do Título de Cidadão Coroataense.

Dom Reinaldo Pünder

Dom Reinhard Ernst Heribert Pünder, ou Dom Reinaldo Pünder, foi o primeiro bispo da dicoese de Coroatá, nomeado pela Santa Sé aos 5 de maio de 1978. Estando à serviço da diocese por mais de 30 anos. E é seu nome que a Câmara de Vereadores de Coroatá presta uma justa homenagem com a medalha de honra.



Confira o discurso de dom Sebastião Bandeira na íntegra:

“Essa sessão de hoje marcará a história desta Câmara. A vida de todos nós que hoje seremos, estamos sendo homenageados por vocês, em nome da população desta cidade. Eu particularmente sou muito agradecido em receber essa medalha que traz o nome de dom Reinaldo. Para mim é motivo de orgulho receber essa medalha que foi estabelecida aqui na Câmara Municipal para homenagear pessoas importantes que dedicaram serviços importantes na nossa cidade. Acredito que essa medalha não é só para minha pessoa, mas é para toda Igreja Católica. Nesta medalha estão aqui os sacerdotes, os diáconos, as religiosas, os leigos, todo povo que contribui para que a nossa sociedade coroataense tenha mais saúde, educação, participação e acima de tudo assistência religiosa. Vivemos um tempo difícil de exercer a vocação política tão necessária para provocar as mudanças na sociedade de forma pacífica. O papa Francisco em seu documento sobre a fraternidade e amizade social ele vem nos alertar dizendo: atualmente muitos possuem uma noção ruim da política e não se pode ignorar que frequentemente por detrás desses fatos estão erros, a corrupção e a ineficiente de alguns políticos. A isso vem juntar-se as estratégias que visam enfraquecer a política ou substituí-la ou dominá-la pela economia ou por alguma ideologia. Contudo, poderá o mundo funcionar sem a política? Poderá encontrar um caminho eficaz para a fraternidade universal e a paz social sem uma boa política. Para nós cristãos a boa política é indispensável para a democracia, para a paz na sociedade, por isso a importância da Câmara de Vereadores funcionar bem. Vivemos num momento em que um bom número de pessoas vão às ruas para pedir a volta à ditadura e a intervenção militar que aboliu a participação do povo e fez dos líderes políticos apenas pessoas submissas pelo medo da prisão, da tortura ou do desaparecimento da sua vida. Por isso, realmente este reconhecimento dessa medalha é um estímulo para que nós que recebemos essa medalha e os outros que vão ser homenageados. É um estímulo para que a gente possa continuar fazendo o melhor pelo povo de Coroatá, mas também é uma ocasião para a câmara nesse momento do país em que estamos vivendo pensar a sua missão no momento atual, pensar na sua credibilidade, pensar no seu papel como interprete do pensamento e das necessidades do nosso povo e como fiscalizadora do poder executivo municipal, por isso nós queremos ressaltar a importância que esta câmara municipal deve cuidar para preservar a sua confiança diante do povo. A nossa sociedade de Coroatá tem algumas perguntas a fazer para nossa câmara: qual o resultado da CPI instalada nessa Câmara? O que tem sido feito para que os fatos sejam apurados? Os males sejam eliminados? E os prejudicados tenham seus direitos respeitados? Sabemos perfeitamente que a política determina as prioridades, um exemplo disso é o que tá acontecendo no nosso país quando um presidente no final de mandato quer comprar 98 blindados, armas de guerra de 5 bilhões de reais num país que está cortando recursos para a educação, num país que tá buscando recursos para manter projetos de distribuição de renda onde os pobres são beneficiados. O que estamos vendo é comprar armas em tempos de paz, é negar alimentos em tempos de fome, é faltar medicamentos em tempo de pandemia, eis o que pode acontecer quando não se prioriza o bem comum, por isso é uma grande responsabilidade vossa, a quem nós mais uma vez repetimos a nossa confiança em vocês, vossa responsabilidade de ajudar os governantes a priorizar aquilo que é mais urgente, mais necessário para a vida do povo sem ficar com medidas que visam manter-se sempre no poder. A vocês vereadores, o nosso muito obrigado pela confiança. Fazemos votos de quem tenham sempre a capacidade de escutar os verdadeiros anseios do povo, tenham coragem de reivindica-los e transformá-los em lei. Que vocês sejam ousados para fazer este município uma referência de organização, de transparência administrativa. Que Deus abençoe a vossa missão!".


Fotos: Rádio Educativa FM.

77 visualizações0 comentário
bottom of page