PRESIDENTE

Dom Sebastião Bandeira

Bispo de Coroatá

Endereço

Rua do Rancho, 57

65.010-010 – São Luís - MA

Tel: (98) 3222-8341

Fax: (98) 3231-7056

SECRETÁRIA EXECUTIVA

Martha Isabel Furtado Bispo

98 9 9116 5638

CONECTE-SE

VICTOR SILVA

  • Secom

Dicas para uma pastoral domiciliar em tempos de coronavírus

Atualizado: há 3 dias


“Quem, com fé, se deixa guiar pelo Espírito Santo, torna-se capaz de discernir em cada evento o que acontece entre Deus e a humanidade, reconhecendo como Ele mesmo, no cenário dramático deste mundo, esteja compondo a trama duma história de salvação.” (Papa Francisco, Mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais 2017)


Pascom Brasil

Este pensamento do Papa Francisco para o 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais é extremamente atual. É preciso discernir o momento atual e criar soluções eficazes para não desamparar pastoralmente o povo de Deus. Considerando a transversalidade da Pascom, neste momento é muito importante que ela exerça a missão junto ao seu pároco ou bispo e as demais lideranças de sua comunidade, paróquia ou diocese.


As dicas abaixo consideram a principal delas, que foi reforçada por Dom Walmor Oliveira de Azevedo, arcebispo de Belo Horizonte e presidente da CNBB: fique em casa. Portanto, faça toda a articulação por ligações telefônicas, mensagens e videoconferências.


1. Converse com seu pároco ou bispo para traçar um planejamento para atender pastoralmente as pessoas em suas casas. Pense na sua realidade e tente implementar ações que sejam eficazes. É importante ressaltar que a preocupação primeira de ações digitais (facebook, instagram, whatsapp e outros) é chegar aos membros de sua instância (comunidade, paróquia ou diocese).


2. Envolva outras pastorais e movimentos existentes para propor atividades domiciliares. Envolva equipes de liturgia, círculos bíblicos, catequistas, grupos de oração e outros para sugerir textos bíblicos na sugestão de textos, roteiros de oração, novenas. Observe o calendário litúrgico e se guie por ele para orientar a vida de oração das pessoas.

3. Enquanto as igrejas-templo estiverem fechadas, as igrejas domésticas deverão se fortalecer por meio de uma escuta atenta da Palavra de Deus. Neste sentido, vale destacar o papel evangelizador de pais e mães, avôs e avós na transmissão da fé e na partilha cotidiana da vida. Para isso, é salutar estimular a celebração da Palavra entre as famílias, bem como promover a leitura oranteLectio Divina. 


4. Além da transmissão de celebrações eucarísticas, que têm sido recomendadas pelos bispos locais diante da impossibilidade de celebração com presença do povo, procure transmitir outras modalidades celebrativas. Proponha transmissões de celebração da Palavra, Lectio Divina, terço mariano, terço da misericórdia, Via-Sacra, entre outros momentos de oração.


5. Ajude as pessoas a rezarem bem em casa. Oriente como participar da missa pelos meios de comunicação, sugira momentos de oração antes das refeições, orações ao iniciar e terminar o dia.


6. Convide famílias para rezar on-line. As transmissões ao vivo pelo Instagram permitem que você tenha mais uma pessoa participando. Durante a oração do terço, por exemplo, você pode convidar uma família para rezar cada mistério. Combine previamente com elas e envolva o máximo que puder durante este período de recolhimento.


7. Promova catequeses diárias com temas específicos. O pároco, o bispo ou algum agente de pastoral poderá fazer uma transmissão ao vivo de sua casa, partilhando os ensinamentos da Igreja.


8. Além das páginas oficiais de sua paróquia, comunidade ou diocese, que serão eficazes para distribuição do conteúdo, crie listas de transmissão para enviar por whatsapp os roteiros e materiais de evangelização. Áudios e vídeos curtos com mensagens de esperança gravadas pelo pároco, pelo bispo ou por lideranças também ajudarão a manter acesa a fé dos fieis.


9. Aproveite a oportunidade para reforçar as equipes. Não é momento de trabalhar sozinho! Divida, escale, partilhe, ensine… e encontre novas pessoas que poderão também fazer parte da Pascom.


É tempo de criatividade. Abramo-nos ao Espírito e peçamos os seus dons!


(Foto: CNBB) 

5 visualizações