top of page
  • Secom

Da pandemia à missão: os avanços da evangelização da Igreja no Maranhão nos últimos quatro anos



Após 10 dias reunidos, os bispos do Brasil finalizaram sua 60ª Assembleia Geral, nesta sexta-feira (28). Esta edição foi de avaliação e também de eleição. Todas as presidências passaram por um processo eletivo para escolha dos novos epíscopos que coordenarão a presidência nacional da entidade, as comissões e os regionais da CNBB.


Nos últimos quatro anos (2019-2023) estiveram à frente do Regional Nordeste 5, a Igreja no Maranhão, os bispos: dom Sebastião Bandeira, bispo de Coroatá, como presidente; dom João Kot, bispo de Zé Doca, como vice presidente; e dom Rubival Britto, bispo de Grajaú, como secretário.


Esta presidência foi marcada por desafios, e, logo no seu segundo ano, tiveram que enfrentar a pandemia do novo coronavírus. Foi um período de grande atenção, cuidado e fechamento dos templos celebrativos para não disseminar o vírus de grande potencial de contaminação. A presidência do Regional NE5, assim como toda a dinâmica de evangelização, teve que se reinventar.


“Foi um tempo marcado pela pandemia. Tivemos que reinventar a nossa maneira de organizar a Igreja. Usamos várias vezes as lives para realizar reuniões e encontros tanto entre nós bispos, quanto com as pastorais”, lembrou dom Sebastião Bandeira.

Comunicação

Dom Sebastião Bandeira durante o último Encontro Regional da Pastoral da Comunicação, ao lado do coordenador regional da Pascom, Paulo Victor.

Na comunicação, dom Sebastião Bandeira cita avanços iniciados em sua gestão. “Assumimos a pastoral da comunicação como uma grande meta, por isso melhoramos a nossa assessoria de comunicação do regional (hoje sob a condução da jornalista Ariana Frós) e ao mesmo tempo incentivamos as diversas pastorais da comunicação das dioceses. Procuramos viver o plano de pastoral assumido na Assembleia de Balsas. Uma grande novidade foi a criação do programa de rádio (Igreja em Ação) do regional, que fez com que muitos de vocês tomassem conhecimento daquilo que acontece no nosso estado”, afirmou.


Pastorais Sociais

Assembleia Regional das Pastoral Sociais de 2021.

As Pastorais Sociais com o retorno das atividades presencias, puderam cumprir seu papel no Regional, apoiando e incentivando os eventos de grande destaque social, como lembra dom Sebastião Bandeira: “Procuramos também apoiar aquelas dioceses que tinham muita dificuldade. Principalmente os povos indígenas. Realizamos a Romaria da Terra e das Águas em Caxias, depois também a Semana Social Brasileira, que aconteceu em Caxias, e a Romaria da Juventude em Carolina”.


A missão não pode parar

Mesmo diante das diversas dificuldades, o Regional Nordeste 5 manteve-se em atividade, fazendo-se presente na vida de seu povo, criando vínculos, como pontua dom Sebastião: “Nós percebemos que o nosso regional não ficou parado, mas continuou criando vínculos. Apoiou as diversas pastorais e organismos das nossas dioceses e fortalecemos a comunhão entre nós, bispos do Maranhão. Eu agradeço a Deus a oportunidade por ter sido escolhido como presidente e vivido esses quatro anos juntamente com dom João Kot, bispo de Zé Doca, ele como vice; e dom Rubival, como secretário, onde juntos coordenamos as atividades da Igreja no Maranhão”.


Em sua mensagem final, dom Sebastião Bandeira agradece ao apoio de toda a Igreja no Maranhão: “A todos vocês que sempre colaboraram com a nossa Igreja no Maranhão, nossa gratidão. E fazemos votos de que a nova presidência possa realizar seu trabalho com muita generosidade e competência e fé”, finalizou.

Nova presidência

Para o quadriênio 2023-2027 foram escolhidos, também durante esta 60ª Assembleia Geral, a nova composição da presidência do Regional Nordeste 5, a saber: dom Gilberto Pastana, arcebispo da Arquidiocese de São Luís do Maranhão, como presidente; a vice-presidência será assumida por dom Sebastião Lima Duarte, bispo da Diocese de Caxias do Maranhão; e dom Francisco Lima Soares, bispo de Carolina, será o novo secretário.

Dom Sebastião Bandeira saúda fraternalmente dom Gilberto Pastana, por ocasião da visita do Núncio Apostólico, Giambattista Diquattro, ao Regional NE5.

Para dom Gilberto Pastana, o sentimento de alegria na confiança depositada em seu trabalho, marcou sua escolha para presidente. “Recebi com alegria. Gratidão aos meus irmãos do nosso regional que confiaram a nós, a mim, ao dom Sebastião Duarte e ao dom Francisco essa missão de presidirmos aqui o regional por esse próximo quadriênio. Agradeço aos irmãos que nos escolheram e ao mesmo tempo confiantes de que poderemos num trabalho de sinodalidade, num trabalho de escuta, de diálogo, e fazermos o melhor para a evangelização no nosso estado do Maranhão”, disse.


Assembleia Regional

Retoma neste ano, a Assembleia Regional de Pastoral do Regional Nordeste 5 com data marcada de 30 de junho a 02 de julho, na cidade de Zé Doca, e novos objetivos certamente serão pensados, bem como quais as atividades que serão priorizadas pela nova presidência.



Por Ariana Frós - Comunicação CNBB-MA.

140 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page