• Secom

Celebração na Basílica de São Pedro e visita a Dicastérios marcam o primeiro dia da Visita Ad Limina



No primeiro dia da visita Ad Limina, os bispos do Maranhão participaram da Santa Missa na Basílica Papal de São Pedro, junto ao Altar do Túmulo de São Pedro, e juntos renderam graças a Deus pelos 12 anos da ordenação episcopal de dom Vilsom, bispo da diocese de Imperatriz.


“Celebramos diante do túmulo de São Pedro, rezamos pelos padres diáconos, religiosos, religiosas enfim, por todo o povo de Deus”, disse dom Sebastião Bandeira, bispo de Coroatá e presidente do Regional Nordeste 5.


De acordo com dom Rubival Cabral, bispo da diocese de Grajaú, este primeiro momento foi de renovação e celebração. “Renovamos nossa fé, nossa esperança, nossos compromissos de caminhar juntos em atitude sinodal com o Sucessor de Pedro, nosso amado papa Francisco. Nesta celebração, rendemos graças a Deus pelo dom do ministério episcopal de dom Vilsom, na passagem dos seus 12 anos de vida e missão doados especialmente em nosso Regional NE 5. Apresentamos as intenções de cada um dos diocesanos de nossa diocese de Grajaú. Unidos em oração e missão”, disse.


Na sequência, os bispos visitaram o Dicastério para a promoção e desenvolvimento humano integral, em que o relator da realidade do Regional Nordeste 5 foi dom Valdeci, bispo da diocese de Brejo.


Na oportunidade, dom Valdeci relatou que o Regional Nordeste 5 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, no exercício de sua missão evangelizadora, assume a opção preferencial pelos pobres, pela justiça socioambiental e pela paz.


Mostrou dados sobre os conflitos do campo em que apontam o Maranhão, como o segundo estado brasileiro com o maior número de pessoas assassinadas por situações de conflito no campo, além dos números expressivos de assassinatos de indígenas e de atentados a lideranças quilombolas.


E, entregou para o Cardeal do Dicastério para a Promoção do Desenvolvimento Humano, o caderno de conflito da CPT, o subsídio Encantar a Política e o volume 4 da 6ª Semana Social Brasileira.


Confira o texto completo relatado por dom Valdeci, aqui.


O segundo Dicastério que participaram foi sobre o Sínodo. “Toda a Igreja está vivendo esse Sínodo; se preparando para uma nova cultura, uma nova mentalidade, um novo jeito de ser Igreja. Esse Sínodo que quer envolver, que quer escutar as pessoas”, pontuou dom Sebastião Bandeira.

Dom Evaldo Carvalho, bispo da diocese de Viana, foi o relator da visita à Secretaria do Sínodo dos Bispos. “Concluímos a manhã com a visita à Secretaria do Sínodo dos Bispos. Nas visitas realizadas, além do relator, cada bispo teve a oportunidade de partilhar sua experiência e também ouvir os representantes do Dicastério e Secretaria hoje visitados”, detalhou dom Evaldo.


No período da tarde, os bispos visitaram ainda o Colégio Pio Brasileiro, local onde se prepara os formadores do clero do Brasil. "Concluímos nossa jornada no Colégio Pio Brasileiro onde encontro nossa casa no coração de Roma. Casa está responsável pela formação permanente e acadêmica de nossa Conferência Episcopal. A beleza da Igreja vivida na missão colegial em vista do Reino", contou dom Rubival.


Texto da redação, com a colaboração da Pascom Maranhão.

368 visualizações0 comentário