• Secom

Bispos do Maranhão reúnem-se com o papa Francisco e mostram a realidade do estado



Na manhã desta quinta, 02 de junho, os bispos do Maranhão foram recebidos pelo papa Francisco. O momento faz parte da programação da Visita Ad Limina. Alegres pelo encontro, os bispos presentearam o pontífice com um quadro que traz a imagem do papa Francisco pintada em azulejos coloniais, produto símbolo da arquitetura da cidade de São Luís e de algumas cidades maranhenses.


"Oferecemos ao Papa um quadro da pessoa dele, pintado em azulejos, referindo-se a São Luís que é a cidade dos azulejos coloridos; e o volume dos sermões do Padre António Vieira, onde ele fala o famoso sermão aos peixes, numa época em que António Vieira denunciava as injustiças dos grandes lá no Maranhão e que, muitas vezes, não era ouvido", dom Sebastião Bandeira.


Dom Francisco Lima, bispo de Carolina, também ofertou ao papa Francisco o segundo volume dos Sermões de Padre Antônio Vieira, o Sermão de Santo Antônio aos Peixes, onde o autor (padre Antônio Vieira) denunciava a corrupção e as injustiças existentes no Maranhão em sua época dirigindo-se aos peixes, pois era proibido de se expressar.


"Ele nos recebeu com uma grande abertura. Ele é formidável. Ele tem um apreço muito grande por cada um de nós, por todo o povo. Ele já tinha recebido três visitas de estado, de embaixadas e ainda teve mais de duas horas e meia de tempo para estar nos com uma abertura muito grande, com alegria, sempre e toda resposta que ele nos dava era sempre com muita alegria", disse dom Francisco.


A questão das comunidades indígenas, os povos tradicionais, as comunidades de pescadores e de quebradeiras de coco, além de outras realidades da Igreja no Maranhão, também estiveram em pauta durante o encontro.



“Grande é a alegria neste momento na conclusão da nossa visita ao papa Francisco. Nesta manhã tivemos a graça de sermos acolhidos, escutados, de sentir de perto sua paternidade, seu amor, ele como sucessor dos apóstolos, aquele que nos confirma na fé. O papa Francisco comunicou o amor, o afeto para com cada um de nós”, afirmou dom Rubival Cabral.


“Acabo de participar do momento alto da nossa Visita Ad Limina. O nosso encontro com nosso querido e santo padre, papa Francisco. Um momento muito rico, uma experiência, uma graça de Deus para nós, bispos do Maranhão. Em que podemos testemunhar a santidade, a sabedoria do nosso querido papa Francisco, inclusive propôs-se a escutar cada um de nós em nossas experiências em nossas dioceses”, lembrou dom Evaldo Carvalho.


Neste dia, os bispos ainda participaram da Pontifícia Comissão para a Proteção dos Menores e da Comissão para a América Latina.



887 visualizações0 comentário