top of page
  • Secom

61ª Assembleia dos Bispos do Brasil*



Assembleia, palavra de origem Francesa (assemblée), que significa reunião de pessoas especialmente convocadas, cujos interesses são comuns, com a finalidade de discutir, deliberar, encaminhar e resolver sobre determinados assuntos.


Na Igreja Católica, juntamente com outros organismos, como conselhos e coordenações, é um espaço privilegiado de participação e comunhão de todo o corpo eclesial.


No caso dos Bispos do Brasil, há toda uma regulamentação que orienta a sua Assembleia, assim, segundo os estatutos, a Assembleia Geral, é o órgão supremo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), é a expressão e a realização maior do afeto colegial, da comunhão e corresponsabilidade dos Pastores da Igreja no Brasil.


Ao participar da Assembleia Geral, os bispos procurarão, no diálogo e na colaboração, a realização dos objetivos da CNBB para o bem do povo de Deus. Desde 2019, que os Bispos aprovaram como objetivo geral da ação evangelizadora:


“Evangelizar no Brasil cada vez mais urbano, pelo anúncio da Palavra de Deus, formando discípulos e discípulas de Jesus Cristo, em Comunidades Eclesiais Missionárias, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, cuidado da Casa Comum e testemunhando o Reino de Deus rumo à plenitude”.

A Assembleia acontece anualmente de forma presencial sempre na segunda semana da Páscoa, em Aparecida (SP), com a duração de aproximadamente dez dias. Dela, participam e a ela devem comparecer, todos os 317 Bispos Diocesanos existentes no Brasil. Participam também os Administradores Diocesanos e Administradores Apostólicos que somam mais 12 participantes. São também convidados os Bispos Eméritos que participam com suas sugestões, esclarecimentos e partilha de sua profunda experiência acumulada ao longo dos anos de serviço dedicados ao Povo de Deus. São ao todo 166 Bispos Eméritos. 


Com uma pauta bastante extensa, são tratados assuntos pastorais de ordem espiritual e temporal, sobretudo, assuntos relativos à missão da Igreja e dos problemas emergentes referentes às pessoas e à sociedade, sempre na perspectiva da evangelização.


Este ano será realizada a Assembleia de número 61, iniciando no dia 10 de abril, e terminando no dia 19 do mesmo mês, tendo como tema central: Situação da Igreja no Brasil e encaminhamentos das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora.


Muitos assuntos são tratados, entre eles os temas prioritários como: Sínodo, Jubileu 2025 e Desafios; e luzes para a evangelização das juventudes; e também diversos, como: Relatório do presidente; Análise de conjuntura social; Análise de conjuntura eclesial; Informe Econômico e Conselho Fiscal; Comissão Episcopal para Doutrina da fé; Comissão Episcopal para Liturgia; Colégio Pio Brasileiro; Campanhas e Fundo Nacional de Solidariedade; Projeto Igrejas Irmãs; Aprofundamento da Doutrina Social da Igreja; Acordo Brasil Santa Sé; Inteligência Artificial e impactos na Evangelização; Ministério dos Catequistas, leitor e acólito; Família; Comissão para a Comunhão e Partilha, além de diversas comunicações.


Durante a realização da Assembleia, além de momentos fortes de espiritualidade (orações, missas), fazemos um dia e meio de retiro, comungando com a religiosidade popular expressada nos romeiros que vão a Aparecida e com as pessoas que rezam pelo bom êxito da Assembleia.

 

Dom Gilberto Pastana

arcebispo de São Luís do Maranhão

Presidente do Regional Nordeste 5 da CNBB.

*Artigo publicado no Jornal do Maranhão - Abril/2024.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page